Veja como manter o foco com os hacks de produtividade

A procrastinação é o principal inimigo do seu ritmo de trabalho. Mas não se sinta mal por isso. A explicação é genética, segundo um artigo científico publicado no jornal Psychological Science. A pesquisa, feita por cientistas da Universidade do Colorado, nos Estados Unidos, descobriu que a tendência a procrastinar surgiu num fenômeno evolutivo recente. Logo, é também novo para o ser humano o dilema de como manter o foco.

Na pré-história, era preciso ser imediatista — pensando, por exemplo, no que caçar para o almoço. Agora, passamos a planejar a longo prazo. Segundo o autor do artigo, Daniel Gustavson, entender sobre a procrastinação serve para ajudar a criar meios de evitá-la e combatê-la.

Um dos jeitos de se fazer isso são os hacks de produtividade — pequenas atitudes no cotidiano que ajudam a manter um bom ritmo de trabalho. Conheça os principais!

Descubra como você gasta seu tempo

A tecnologia, hoje, é tida como a principal vilã da produtividade, uma arma de distração em massa. Mas é possível usá-la a seu favor. Existe uma série de aplicativos que ajudam a organizar melhor seu tempo e, consequentemente, sua vida.

Comece por ferramentas que rastreiam seu tempo. O navegador Chrome dispõe de um chamado TimeTracker, plugin que revela quais são os sites mais visitados por você nas últimas horas. O mesmo faz o aplicativo TimeLogger, ao monitorar suas atividades no smartphone.

Durma bem

Existe uma imagem romantizada da pessoa que trabalha à exaustão, mas há outro senso comum que diz que tudo em excesso faz mal. Um estudo da Universidade de Cambridge, na Grã-Bretanha, prova isso. De acordo com a pesquisa, a falta de sono é também responsável pela baixa produtividade no trabalho.

O estudo analisou dados de 21 mil funcionários de empresas que participaram de um concurso. Aqueles que dormiam por seis horas ou menos durante a noite tiveram dias menos produtivos. Quem dormia entre sete e oito horas era mais produtivo.

A quantidade de horas de sono necessárias pode variar entre as pessoas. Avalie a possibilidade de dormir mais, se você se sente cansado. Deite-se meia hora mais cedo, por exemplo. Isso pode ter um impacto definitivo na sua produtividade.   

Faça exercícios de manhã

Praticar atividades físicas logo no início do dia ajuda a diminuir o nível de estresse e a energizar o cérebro. Há pesquisas que indicam melhora significativa em pessoas que buscam justamente como manter a produtividade.

É o caso da executiva da Petrobras, Elaine Sylvestre, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo. Ela disse correr 10 quilômetros em, pelo menos, três dias por semana. “A atividade física ajuda a estabilizar as emoções e a refletir sobre os momentos que passo na vida”, contou.

Apesar de a corrida ser o exercício mais adotado, até mesmo por ser mais barato, não há regras. Faça aquilo que, respeitando as orientações de seu médico, fizer você se sentir melhor.

Pratique meditação

Empresas de todo o mundo, em especial aquelas ligadas à tecnologia, têm adotado a meditação como parte de sua rotina. Entre elas estão o Google, LinkedIn e o banco Goldman Sachs. É o que mostra esta reportagem da Época.

Pequenas pausas para a meditação garantem um dia mais produtivo e menos estressante. A prática começou a ganhar destaque a partir dos anos 1970, nos EUA, quando pesquisadores da Universidade de Massachusetts criaram um programa de redução de estresse baseado na meditação mindfulness. Funcionou.

Nos últimos dez anos, a técnica ganhou o ambiente corporativo. Um estudo de Harvard de 2010 mostrou que quase metade do tempo em que ficamos acordados (47%) passamos no “mundo da Lua”. A meditação cria foco e influi nessa porcentagem.

Anote tudo que puder

Além de ajudar a organizar as ideias, anotar as coisas que você pensa e tem para fazer ajuda a cumprir o prazo. Compre um bloco de notas ou aposte em aplicativos como Astrid ou Wunderlist. Eles permitem criar notas e ser notificado para lembrar delas.

No final das contas, com um pouco de disciplina e força de vontade, é possível ser menos improdutivo. E você, tem outras maneiras em mente de como manter o foco? Colocará algumas dessas dicas em prática? Comente abaixo!


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *