Ready for anything – Princípio 17 – A energia segue o pensamento

Esta é a reflexão da semana do David Allen, traduzida livremente por Thais Godinho do livro “Ready for anything”…

Colocar a sua mente em alguma coisa ativa tanto o assunto quanto o objeto do seu pensamento. O corpo neurologicamente começa a responder como se o pensamento fosse verdade, e as ideias começam a ter vida própria. Os pensamentos podem ocorrer pela segunda vez de forma muito mais fácil que da primeira. Meramente ter pensamentos é uma coisa. Conscientemente alimentá-los é outra. Você tem esse poder todo o tempo, de acordo com a sua atenção e intenção. A questão é: em que direção você está apontando esse poder?

O que você está colocando na frente da sua porta?

readyFORanything.jpg

 

 

Quando se fala em foco, o David diz que precisa de toda ajuda que puder existir. Ele quer melhorar, crescer e criar resultados, mas diz que não tem a disciplina mental de um yogi. “Confesso: sou preguiçoso e me distraio facilmente com qualquer bolha brilhante que passe pelo meu cérebro”.

A gente sabe que, lá no fundo, para alcançar coisas que realmente quer, basta focar nelas. A única razão pela qual ainda não temos tais coisas é porque não focamos nelas – focamos em outras que pensamos que queremos agora. E esse foco fica mudando o tempo todo. E aí, toda vez que a gente quer ou precisa focar no que realmente tem que ser feito, o caminho parece nublado ou cheio das tais “bolhas brilhantes” que nos distraem. É muito mais fácil continuar no fluxo de pensamento que estávamos antes, mesmo sabendo que poderíamos “pensar melhor” e nos enveredar através de novos caminhos.

“Então eu tenho truques”, o David diz. “Coloque as coisas na frente da porta da sua casa. Sabendo que você precisa levar alguma coisa quando você sair de casa para o trabalho amanhã, onde você coloca isso na noite anterior? Na frente da porta. Parece algo que você fazia na época da escola, mas é uma estratégia brilhante. Você está esperto e acordado o bastante na noite anterior para saber que de manhã você quase não estará consciente: ‘O que é isso? Ah é, preciso levar para o trabalho!'”

“Os meus truques funcionam da mesma forma. É apenas a porta da minha mente que eu preciso usar, não a porta da minha casa, mas a ideia é a mesma.” O que o David está querendo dizer aqui é: se eu posso colocar algo na “frente da fila” de tudo dentro da minha consciência, que eu quero pensar e focar, o pensamento construtivo vai acontecer. Tem muito a ver com a ideia que o Gary Keller passa em seu livro “A única coisa” e em tantos outros estudos sobre foco que vemos por aí. Vou colocar esse negócio na frente da minha porta. Será meu foco agora. Conscientemente. E aí o pensamento acontece – e a energia segue esse pensamento.

Todos os nossos projetos, as afirmações pessoais que nós temos, os objetivos de longo prazo, um único pensamento que a gente possa ter capturado em um treinamento legal que a gente assistiu – tudo isso está escrito porque nada disso está em estado de cruzeiro, automaticamente no lugar, e acontecendo ainda na nossa vida operacional. Nós sabemos que elas vão estar em algum ponto, porque a visão e o foco são chave aqui – nós só precisamos colocá-los “na frente da nossa porta” com regularidade suficiente. Então tentamos descobrir o que tem que acontecer da forma mais automática possível.

 

“Porque eu sou preguiçoso, não tão esperto, mas ainda assim quero fazer o melhor”. David falando.

 

Por sinal…

 

– Que truques você usa para tornar a si mesmo mais produtivo?

– O que você pode colocar na frente da sua mente com mais regularidade que poderia te servir? Onde você poderia colocar isso?

– Imagine algo que você poderia extrair mais no dia de hoje. Tenha esse pensamento quantas vezes puder na próxima hora.

 

Boa semana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *