O Mind chegou ao Banco Central

 

 

 

materia_intranet.jpgBanco-Central-do-Brasil.png

Fonte: matéria publicada na intranet do Banco Central

O Banco Central, em conjunto com a consultoria Call Daniel, está promovendo um programa-piloto de Redução de Estresse por Meio da Meditação, com base na metodologia MBSR (Mindfulness-Based Stress Reduction), desenvolvida por Jon Kabat-Zinn, Ph.D. em Biologia Molecular pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Vinte servidores aceitaram participar de um treinamento que começou ao final de abril, no Edifício-Sede do BC, e que vai se estender por quatro semanas, com o compromisso dos participantes de praticar meditação diariamente, por 15 minutos. No final desse período, eles devem realizar uma avaliação para medir a escala de estresse (Perceived Stress Scale).

O instrutor do curso de meditação, Daniel Burd, reforça que a MBSR é amplamente usada no mundo todo e nada tem a ver com religião ou crença. “A meditação, como é apresentada no Mind pode ser classificada como um exercício de concentração. Estamos treinando a nossa capacidade de focar. Esse simples exercício traz benefícios imensos, tais como a melhora do sistema imunológico, a melhora das estruturas cerebrais, o aprimoramento da nossa capacidade de aprendizado e o aprimoramento da nossa capacidade de decidir sob pressão. Dessa forma, a meditação, como a concebemos, não implica em nenhuma crença religiosa e também respeita a crença que o participante tiver”, explica. “O governo inglês, inclusive, está em vias de incluir treinamentos baseados em MBSR na grade curricular. Grandes empresas, como o Google, o Linkedin e o Laboratório Fleury já adotam práticas semelhantes à MBSR. O objetivo do treinamento Mind é reduzir o estresse com a prática da meditação. Fizemos uma medida do estresse utilizando a Perceived Stress Scale no dia do treinamento e iremos avaliar novamente o nível do estresse dos participantes em alguns dias“, complementa.

Para Harold Espínola, chefe do Desuc e um dos participantes do programa-piloto, trazer o método para a questão organizacional dos servidores é muito positivo. “O estresse faz parte da realidade e até certo ponto pode ser benéfico, já que pode nos auxiliar a agir da melhor forma em situações difíceis. Mas nem sempre é assim. Quando o estresse se estende por muito tempo em um grau maior que nossa capacidade de adaptação, leva a problemas físicos e psicológicos. Saber lidar com o estresse é bom para a instituição e também para se ter qualidade de vida. A meditação traz um pouco do lúdico e não é fácil trazer isso. É importante, mas o convencimento das pessoas de que isso é bom não é fácil. O resultado não é obtido de uma forma imediata. É preciso praticar”, defende o chefe do Desuc.

Também participante, o chefe da Audit, Ailton de Aquino Santos, elogiou a iniciativa. “É louvável. Pela própria cultura do banco, somos extremamente técnicos e focados nos nossos processos de trabalho, o que nos leva a ter certa resistência a sair, digamos, da ‘nossa zona de conforto’ e aderir plenamente a um trabalho desse tipo. Entendo que devamos enfrentar esse desafio. O programa nos revelou que a meditação não tem nada a ver com religião. Julgo que um compartilhamento de experiências com um colega que também faça parte do programa seja uma forma efetiva para que, de fato, nos comprometamos a meditar, pelo menos 15 minutos, nos próximos trinta dias. Funcionaria como espécie de cobrança compartilhada”, concluiu.

Segundo Daniel Burd, a metodologia que está sendo aplicada aos servidores do Banco Central foi pensada pelo pesquisador Jon Kabat-Zinn, que trabalhava em um hospital em Massachusetts, nos EUA, com pacientes que não respondiam a medicamentos contra dor. Ele iniciou um estudo para verificar se práticas contemplativas, dentre elas a meditação, seriam de utilidade para esses pacientes. “Os resultados foram muito animadores. Mais de 60% dos pacientes reportaram a diminuição significativa das dores. O MBSR original desenhado por Kabat-Zinn é um treinamento de oito semanas que passou a ser utilizado com sucesso em outros institutos de pesquisa e ministrado ao redor do mundo. O MBSR é indicado para todo mundo que deseja reduzir seus níveis de estresse e aumentar a produtividade. O método não tem contraindicações e já se mostrou benéfico tanto para pessoas ativas, como para idosos e crianças”, avalia.

{{cta(‘c78ec01f-5ac0-4561-aed5-9bc14356197f’)}}

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *