Essa “coisa” de organização me estressa

GTD WeeklyReview DoorHanger

Será que é possível aplicar e usufruir os benefícios do GTD considerando nossa dificuldade pessoal em fazer as revisões semanais?

Isso mesmo, nossa dificuldade. Não fazer as revisões semanais religiosamente não é uma exceção, é a regra. O David Allen faz esta pergunta com regularidade e recebe de muitas pessoas a triste confissão de que não fazem regularmente, mesmo sabendo a fundamental importância dela.

Somos seres únicos, com facilidades e dificuldades específicas. Nem todos nasceram com o dom da disciplina e organização. Enquanto algumas pessoas usam a organização para aliviar o estresse de outros assuntos e se organizam de maneira muito natural, outros sofrem até para chegar aos compromissos nos horários marcados.

A transparência de que todos temos nossas dificuldades pessoais (eu, você, seu diretor…) é um alento para nossos corações, tantos anos doutrinados na escola de que é preciso correr atrás da nota 10 sempre. Nota 10 sempre é uma ilusão, ninguém consegue ser bom em tudo e os únicos que realmente conseguem nota DEZ em algo (os gênios), fatalmente são nota ZERO em muitas outras coisas. Repare na história e confirmará o que eu digo aqui.

Um conselho muito tradicional para superar nossas dificuldades é: empenho, esforço, dedicação, disciplina, sempre existem exceções. Mas esta é outra receita que não funciona bem para todo mundo. Se você é uma destas, tente olhar esta questão de maneiras alternativas.

A disciplina é importante, mas não precisa ser dolorosa.

Você pode adquirir disciplina para realizar tudo o que quiser, com pouca ou nenhuma dor, quando encontrar a motivação necessária. Entende? É preciso descobrir o grande benefício das coisas, esclarecer exatamente porque, como e quando algo nos satisfaz, para querermos fazer isso.

Em relação a revisão semanal, que tantas vezes nem conseguimos chegar por falta de tempo ou distraídos com “o fazer”, registre e use suas experiências anteriores de “mind like water” (paz interior) das vezes que conseguiu olhar para “o conjunto maior”, priorizar e executar as prioridades, para incentivá-lo a fazer as revisões. É impagável a sensação de missão cumprida e tempo livre que conseguimos quando temos certeza de que fizemos a coisa certa a fazer.

Então, da próxima vez que deixar de fazer sua revisão semanal, anote quão sofrida, confusa e mal aproveitada ficou sua semana. E da próxima vez que conseguir fazer a revisão, priorizando e executando suas prioridades da semana, anote como se sentiu. Descreva detalhadamente todo o bem estar que sentiu ao realizar suas prioridades dentro dos tempos disponíveis para elas e o que fez com o seu tempo livre conquistado nesta semana.

As anotações servem como um mapa que indica de maneira muito clara as consequências de cada escolha. Agora é com você. Qual caminho vai escolher esta semana?

Este artigo “A importância das áreas de foco para encontrar equilíbrio no GTD” também pode inspirá-lo na questão do equilíbrio na escolha de onde vai dedicar seu tempo.

Abraços,

Marcia.Sisi@CallDaniel.com.br
Especialista em Gestão do Tempo e Produtividade.

Imagem: notesonproductivity.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *