Lidando com períodos de desânimo

 

Como você lida com seus períodos de desânimo para que eles não prejudiquem sua produtividade? Veja nossas dicas aqui.


desanimo


O desânimo é um sentimento de fraqueza ou tristeza que nos envolve e retira nosso habitual ânimo para tudo. Isso não caracteriza necessariamente um quadro depressivo ou de dismitia. A maior diferença entre ambos é o tempo que os sintomas persistem e interferem em sua vida.


A questão aqui é como reconhecer e lidar com esses períodos onde nos sentimos tão frágeis. Todos os problemas parecem muito maiores do que realmente são e a confiança em nossa capacidade de superá-los diminui drasticamente. O mau-humor complica muito nosso dia a dia e o corre-corre não ajuda em nada.

Existem várias soluções apontadas pela medicina para superar esses momentos. Algumas mais tradicionais passam por aconselhamento psicológico e remédios, enquanto outras mais modernas focam na alimentação. Mas estes não são os únicos caminhos. Aqui no blog já falamos bastante sobre o estresse, um grande fator desanimador, e oferecemos várias dicas  para fugir dele.


Desta vez vamos abordar caminhos mais holísticos apontados pela própria física quântica e esclarecidas neste artigo científico. Será preciso pensar um pouco sobre essas questões se quisermos mesmo encontrar boas soluções.

 

Onde o desânimo começa?

  • Adquirimos o hábito de aceitar que qualquer desconforto físico deve ser tratado por médicos e remédios. Entregamos a eles o poder de nos curar. Mas o desânimo começa dentro de nós e, assim como fomos capazes de produzir a doença, também podemos interferir na cura. Reike, ho`oponopono e meditação são boas alternativas.


Quem alimenta seu desânimo?

  • Tudo à nossa volta interfere positiva ou negativamente em nossa vida. Exercícios físicos e boa alimentação possuem tanto poder quanto barulho, poluição e desamor nessa interferência. Você consegue identificar meia dúzia de fatores que estejam contribuindo para o seu desânimo? O que você está sentindo, qual o sentimento envolvido? Saber quem é o inimigo é um grande passo para vencê-lo.


Como reagir para não perder prazos?

  • O mundo não para enquanto estivermos em slow motion mas, se você esticar demais o elástico, ele também arrebenta. Então perdoe-se e permita-se parar para reabastecer. Pode ser uma soneca, um sorvete, uma pequena caminhada ou até uma hora inteira de bate papo gostoso com os amigos queridos. Conscientize-se de que este mal-estar vai passar mais rápido do que você imagina, principalmente se não cair de cama doente por causa dele. Olhe para trás e aceite que esta não é sua primeira vez a experimentar o desânimo e nem será a última.


Foque sua atenção no que é bom

  • Você pode olhar para o “NÃO” que acabou de receber como um bom motivo para desistir ou como um ótimo motivo para continuar, afinal agora está ainda mais próximo do “Sim”. Nossa vida está recheada de coisas boas e ruins – manter os olhos nas boas, fazendo vista grossa para as ruins, poderá ajudá-lo a superar o desânimo mais rapidamente.

Lidar com seus períodos de desânimo não é simples como seguir uma receita de bolo. Você precisa experimentar para descobrir o que funciona bem e produz resultados práticos. Desconstrua antigas crenças e experimente novas alternativas com a curiosidade de um aprendiz.

 

A Call Daniel vem ajudando milhares de pessoas a encontrar sua “ilha de paz” em meio ao caos através dos treinamentos de gestão do tempo com a metodologia GTD. Leia aqui alguns depoimentos e, caso decida experimentar, baixe gratuitamente nosso e-book com os primeiros passos práticos do método.


Abraços,
Marcia.Sisi@CallDaniel.com.br
Especialista em Gestão do Tempo e Produtividade.

{{cta(‘51705e8a-82ab-4fa8-9cc6-00e765d5642a’)}}


Imagem : bolsademulher.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *