É possível ser produtivo, mesmo tendo a preguiça como inimiga

Descubra alguns segredos e dicas para conviver bem com sua preguiça sem perder a produtividade. São pequenos hábitos que fazem muita diferença para transpor a preguiça com atitudes  produtivas.



Algumas vezes visualizamos claramente os malefícios de algumas de nossas posturas. Ainda assim a resistência a mudança vence e continuamos escravos de maus hábitos. Então o jeito é “enganar” a preguiça facilitando nossa vida com pequenos truques. Você vai descobrir como minimizar sua preguiça incorporando algumas atitudes produtivas.


Imagine que você vem procrastinando a academia há meses. Tudo é motivo para não ir. O que vamos fazer aqui é “facilitar as coisas”, por exemplo, deixando a mochila pronta. Tudo que vamos precisar no dia seguinte, que inclua um pulo na academia, já está organizado na mochila. Não será preciso procurar nada.


Nosso cérebro foge naturalmente dos desperdícios de raciocínio.

 

Escolher as roupas ou localizar as meias logo de manhã não é a coisa mais fácil. Isso torna-se um bom motivo para desistir da academia.  Pode parecer algo trivial para você escolher uma entre todas as suas roupas, decidir o que comer ou localizar a garrafinha de água… e definitivamente é trivial. Ocorre que poderia poupar muita energia diária decidindo ou separando isso tudo num único dia da semana. Quem sabe pode ser até mais minimalista ainda e ter apenas meia dúzia de ternos, 3 claros e 3 escuros em tons muito próximos.

Menos opções, menos decisões. Acredite ou não isso estará poupando sua energia despendida com trivialidades. Esta opção transforma sua postura em uma preguiça produtiva, não será mais sua inimiga mortal.


O mesmo vale para manter-se longe do que não quer fazer.

 

Você quer comer chocolates e espiar as redes sociais. Então, mantenha as tentações fora do seu alcance. Quanto mais difícil de alcança-las, melhor. Reduzir ou aumentar a resistência para a realização de algo é um truque que funciona na prática por mais absurdo que sua mente possa acreditar que seja. Entendeu agora o que é preguiça produtiva? A conclusão é que se deseja manter seus momentos de ociosidade, sem perder a produtividade, será necessário articular-se de maneira inteligente para economizar sua energia com as trivialidades. Focando no que é mais importante para você.


Então, acha que consegue?


Abraços,

Marcia.Sisi@CallDaniel.com.br

Especialista em Gestão do Tempo e Produtividade.



Imagem:  conversa-na-travessa.blogspot.com


Baseado no original em inglês  na FastCompany

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *