Benefícios do sorriso: você sabia que sorrir combate o estresse?

Por que sorrir faz bem?

Em um artigo para a revista Forbes, o especialista no “poder do sorriso” Ron Gutman descreveu diferentes razões para jamais deixarmos a prática de lado, embasando-se nas evidências de diferentes estudos científicos.

Segundo Gutman, “somos parte de uma espécie naturalmente sorridente, e podemos utilizar esse ‘poder’ para impactar positivamente quase qualquer situação social”. E além de ser um meio universal de comunicação inerente à biologia humana, o sorriso é altamente frequente.

Para se ter uma ideia, mais de 30% de das pessoas adultas sorriem ao menos 20 vezes por dia, e menos de 14% o fazem menos de 5 vezes. As crianças, por sua vez, são máquinas de sorrir ― nada menos que 400 sorrisos diários!

O poder do sorriso é tão grande, que ao sorrirmos ou vermos alguém sorrindo para nós, sentimos uma vontade inata de sorrir também, não importa se sejamos estranhos ou velhos conhecidos.

Um sorriso genuíno é capaz de mudar até mesmo nossos estados emocionais. Isso porque o sorriso modifica o processamento neural dos conteúdos emocionais do cérebro e todos os nossos circuitos de emoção e felicidade são ativados. Como resultado, surgem alegria, satisfação, confiança e sensação de vitória, bem como diminuição de doenças físicas e distúrbios mentais.

Quais os principais benefícios do sorriso?

Depois de todas essas constatações, você deve estar se perguntando em quais aspectos, mais especificamente, o sorriso colabora em nossa vida. A seguir, é possível conhecer alguns dos principais. Confira!

Fortalece o sistema imunológico

Quando sorrimos, nossa saúde agradece. Isso porque o ato de sorrir, quando feito de forma natural, ajuda a relaxar. E esse relaxamento torna o sistema imunológico mais ágil. Por isso, quem sorri mais está protegendo o organismo, que responderá mais rápido a qualquer problema.

Além disso, sorrir diminui a pressão arterial, os riscos de Acidente Vascular Cerebral (AVC) e até dores de cabeça. Ou seja, quem sorri com frequência costuma ser mais saudável!

Exercita o cérebro

O ato de sorrir é também um exercício mental de positividade, que ajuda nosso organismo a se manter ativo e desempenhando suas funções vitais. Ademais, quando estampamos um sorriso no rosto, o cérebro libera serotonina e endorfina — substâncias indispensáveis à sensação de prazer e felicidade.

Alivia tensões

Você sabia que ao sorrirmos movimentamos mais de 15 músculos? E não apenas do rosto, mas do corpo todo. Esse verdadeiro exercício auxilia no alívio de tensões, causando sensação de bem-estar. Quando sorrimos, também reduzimos os níveis de adrenalina e cortisol no organismo e, com isso, mandamos o estresse embora.

Reduz a ansiedade e o medo

Ansiedade e medo são sentimentos normais do ser humano diante de uma situação inesperada. Porém, quando essas manifestações ocorrem com uma frequência exagerada, podem ser sintomas de uma distúrbio mental.

Associação Brasileira de Psiquiatria aponta que em um transtorno de ansiedade generalizada o quadro principal é o de “expectativa apreensiva ou preocupação exagerada, mórbida”, que pode durar anos. A isso somam-se sintomas, como: inquietude, cansaço, tensões musculares e insônia.

Contudo, ainda que os casos de medo e ansiedade não sejam patológicos, o sorriso ajuda nosso corpo e mente a se reestabilizarem, a fim de enfrentar situações estressantes de maneira consciente. Como a endorfina também está associada ao humor, a ação do sorriso também é capaz de alterar positivamente esse quadro.

Resolve conflitos

Em qualquer tipo de relacionamento interpessoal, tanto no trabalho quanto na vida pessoal, o bom humor e o sorriso podem ajudar a aliviar as tensões até colaborar para que se chegue a um acordo. Afinal, ao sorrirmos, o momento fica mais leve e permite que os pontos de vista sejam discutidos sem ofensas.

Usados sem sarcasmo, o sorriso e o humor são capazes de neutralizar os conflitos e ajudar os envolvidos a superar pontos difíceis. Com isso, o problema passa a ser visto de uma nova maneira, o que torna menos árduo encontrar uma solução criativa.

Faz bem para o coração

Assim como nos fatores emocionais — entre os quais está o estresse —, os benefícios do sorriso também se estendem para o coração, uma vez que estão ligados ao controle da pressão arterial. O motivo para isso é que ao sorrir as pessoas tendem a ficar mais relaxadas e o relaxamento está diretamente ligado à diminuição da pressão arterial.

Ainda que o sorriso seja “falso”, só o fato de erguermos os zigomáticos já contribui para a mudança do humor que desejamos. Isso foi observado (embora não de forma definitiva) em um estudo da Universidade Kansas, em que os pesquisadores induziram voluntários a situações estressantes. Parte destes usava pauzinhos que os obrigava a levantar os zigomáticos e sorrir, a outra parte manteve a face neutra.

Ao aferir a pressão arterial de cada um deles, notou-se um ligeiro decréscimo na pressão de quem estava “obrigatoriamente sorrindo” com os pauzinhos, em relação a quem estava sem o material.

Aumenta a produtividade

O riso é um grande aliado da produtividade. Afinal, pessoas bem-humoradas, que se divertem e sorriem com vontade no ambiente de trabalho produzem mais e melhor. É inegável que, quando o clima organizacional é descontraído e leve, os funcionários costumam ficar menos doentes e têm menos faltas, por exemplo.

Estimula as relações sociais

Um sorriso verdadeiro ajuda a estreitar as relações sociais. Isso porque sorrir de forma espontânea é um comportamento que causa empatia e otimismo em cada um de nós e nas pessoas próximas. Esses bons sentimentos são grandes aliados das pessoas sociáveis e facilitam as relações de amizade e confiança no trabalho e fora dele.

Como podemos ver, sorrir é um verdadeiro remédio para o corpo e para a mente. No entanto, é importante não confundir bom humor com brincadeiras em excesso, piadas de mau gosto e baderna. Dentro do limite saudável para a convivência, rir pode ser o jeito mais simples de garantir saúde e qualidade de vida.

Aliás, motivos para sorrir não faltam. Mesmo que você ou os colaboradores de sua empresa estejam enfrentando momentos turbulentos, praticar a gratidão é uma forma de deixar as coisas mais leves.

Uma das maneiras para alcançar este equilíbrio emocional está justamente na meditação. Por meio dela, é possível desconectar-se dos problemas e realinhar os pensamentos, o que contribui para alcançar a felicidade e resiliência — e aquele sorriso no rosto, é claro.

Agora que você já conhece os principais benefícios do sorriso, que tal descobrir como desenvolver a cultura motivacional nos seus colaboradores?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *