Benefícios do sorriso: você sabia que sorrir combate o estresse?

Por que sorrir faz bem?

Em um artigo para a revista Forbes, o especialista no “poder do sorriso” Ron Gutman descreveu diferentes razões para jamais deixarmos a prática de lado, embasando-se nas evidências de diferentes estudos científicos.

Segundo Gutman, “somos parte de uma espécie naturalmente sorridente, e podemos utilizar esse ‘poder’ para impactar positivamente quase qualquer situação social”. E além de ser um meio universal de comunicação inerente à biologia humana, o sorriso é altamente frequente.

Para se ter uma ideia, mais de 30% de das pessoas adultas sorriem ao menos 20 vezes por dia, e menos de 14% o fazem menos de 5 vezes. As crianças, por sua vez, são máquinas de sorrir ― nada menos que 400 sorrisos diários! Continue lendo “Benefícios do sorriso: você sabia que sorrir combate o estresse?”

Regulação emocional: saiba o que é, como adquirir e benefícios

Controlar as próprias emoções é algo benéfico não apenas para as questões pessoais. A regulação emocional, prática que trabalha o controle gradual e inteligente dos sentimentos durante experiências e acontecimentos, é também uma ferramenta poderosa para a carreira e a vida profissional.

Entretanto, regular as emoções têm pouco a ver com alívios de curto prazo e compensações momentâneas para lidar com a ansiedade ou o nervosismo, trazidos por alguma situação desagradável. É um trabalho que exercita o entendimento, a identificação e a modulação das próprias reações.

Separamos as principais vantagens trazidas pela regulação emocional para o equilíbrio da vida profissional e corporativa, bem como os caminhos para começar a trabalhar essa competência. Confira a seguir. Continue lendo “Regulação emocional: saiba o que é, como adquirir e benefícios”

Como lidar com as emoções que mais atrapalham profissionalmente?

Se você frequentemente se sente irritado, esgotado e sente dificuldades em saber como lidar com as emoções, deixando com que elas atrapalhem seu bem-estar no trabalho, então isso pode já ter se tornado um problema.

É normal que a mente reaja a certos momentos da vida a partir de sentimentos como: alegria, tristeza, irritação e outras emoções. No entanto, existe um limite do que é saudável para o seu corpo e mente.

As emoções mais comuns que afetam a vida profissional são o estresse, ansiedade e desânimo e são causadas por diversos agentes estressores. Fique atento, pois essas emoções são uma maneira do corpo dizer que algo não vai bem.

Não deixe que isso atrapalhe sua vida, aprenda já a lidar com as situações e recupere sua qualidade de vida com as 4 dicas que preparamos para você. Continue a leitura e confira!

1. Não se deixe contagiar emocionalmente

Pode ser extremamente difícil não se deixar influenciar pelas emoções alheias, se alguém fica irritado e começa a falar de uma maneira brusca e rude, logo a outra pessoa vai começar a reagir da mesma maneira, mesmo que muitas vezes ela não tenha nada a ver com a situação.

Nesse caso, tente manter em mente que você não precisa reagir daquela forma, que se estressar só vai dificultar a resolução do problema. Pense em como você não tem a ver com a situação.

Além disso, sempre que possível, mantenha distância da pessoa, pois é a melhor maneira de não deixar se afetar pelo contágio emocional caso tenha dificuldade de se controlar.

2. Desenvolva sua inteligência emocional

inteligência emocional é muito ampla, mas no ambiente de trabalho ela serve para saber lidar com as próprias emoções de forma aprofundada, avaliando cada sentimento, seus efeitos e reações no próprio corpo.

Para desenvolver essa habilidade é necessário ter empatia e estar sempre avaliando as situações. Sempre que possível se questione a respeito de suas emoções a fim de entender o que provocou aquela sensação em você, o que a emoção causou em seu corpo. Principalmente quando se trata de sentimentos negativos, é necessário saber lidar com eles.

3. Pratique a empatia

A empatia é o ato de se colocar no lugar de outra pessoa, de compreender as emoções dela. É algo essencial para uma convivência social mais saudável e menos complicada. Ela pode auxiliar tanto no dia a dia de trabalho quanto sua vida social.

Para isso é necessário ter interesse verdadeiro nas pessoas, em entendê-las, em compreender suas emoções, ações e problemas sem julgamentos. Dessa forma é possível preservar relações de forma mais saudável.

4. Organize seu dia de trabalho

Pare o que está fazendo e se pergunte: o me deixar estressado e ansioso? Muitas vezes essas emoções são causadas pelo excesso de trabalho ou falta de organização do ambiente de trabalho e das tarefas, fazendo com que se sinta sobrecarregado.

Nesse caso a melhor opção é organizar melhor sua rotina, seja com ajuda de uma agenda ou planilha. O importante é identificar tudo o que você tem a fazer e as prioridades de cada tarefa a fim de facilitar sua rotina de trabalho e evitar o estresse causado por ela.

Saber como lidar com as emoções manobrando situações e desenvolvendo técnicas é essencial para não deixar com que elas atrapalhem em seu trabalho.

Além disso a meditação pode ajudar a manejar o estresse, podendo também ser de grande ajuda no treinamento da mente e das emoções, aprimorando sua capacidade de foco. Sendo assim, a meditação pode ser benéfica mesmo em momento difíceis, auxiliando a manter sua saúde mental no ambiente de trabalho.

Gostou do post? Então, confira também quais as consequências do estresse no trabalho.

Como controlar a raiva e o temperamento explosivo? Saiba aqui!

Um temperamento explosivo não só prejudica a sua saúde como também afeta os relacionamentos interpessoais. Claro que, às vezes, é normal perder a paciência, mas tudo tem um limite. Viver exaltado, gritando e brigando constantemente com as pessoas que o cercam está longe de ser um comportamento normal.

Lembre-se de que tais ações vão contaminar as suas interações — tanto no ambiente profissional, como na esfera social. Pessoas que têm o pavio curto, por exemplo, são deixadas de lado e acabam isoladas. Mas não é só isso. A falta de capacidade de administrar o nervosismo gera problemas para a sua saúde mental e física, como depressão e aumento da pressão arterial.

Não à toa, o assunto sempre está em voga na sociedade, surgindo, assim, inúmeras pesquisas que abordam o tema. O especialista James Gross, com PhD em Pscicologia Clínica da Universidade da Califórnia, por exemplo, realizou um estudo em regulação emocional, que resultou em um livro. Ele aborda desde as consequências de acumular a raiva até formas de aliviá-la.

Quer saber mais sobre o assunto? A seguir, reunimos então algumas dicas de como controlar a raiva, mantendo o emocional equilibrado. Mente e corpo estarão, assim, em perfeita harmonia e a sua qualidade de vidamelhorará. Confira! Continue lendo “Como controlar a raiva e o temperamento explosivo? Saiba aqui!”