Treinamentos para empresas: saiba quais são os mais inovadores do mercado

Não é mais novidade que os recursos humanos são o principal ativo de uma organização, a diferença entre sucesso e fracasso. Justamente por esse motivo, as companhias que desejam alcançar um nível de desempenho superior investem em treinamento para empresas. Por meio deles, espera-se que os colaboradores aperfeiçoem suas habilidades, adquiram novas competências e preparem-se para a alta performance.

Continue lendo “Treinamentos para empresas: saiba quais são os mais inovadores do mercado”

Como manter o e-mail em dia mesmo em viagens a trabalho

Quem viaja bastante a trabalho sabe que não é fácil manter uma rotina de acompanhamento, leitura e resposta aos e-mails. Neste artigo, traremos algumas dicas de acordo com o método GTD para que você mantenha a sua caixa de entrada sob controle mesmo em meio a uma viagem a trabalho e tantos compromissos.


Em primeiro lugar, lembre-se que uma caixa de entrada de e-mails é apenas uma ferramenta de captura como qualquer outra. Assim como você pode capturar lembretes, informações e ideias em um bloco de notas, alguém pode capturar “por você” enviando mensagens.

Em segundo lugar, é importante lembrar que, como toda ferramenta de captura, ela deve ser esvaziada com uma certa regularidade, de modo que não vire um “gargalo” em você. David Allen, autor do método GTD, diz que demanda muito menos trabalho manter uma caixa de entrada com zero e-mails que uma caixa com mil e-mails. Por quê? Porque uma caixa com mil e-mails, por mais que estejam lidos, representam pendências para você, mas pendências de todos os tipos. Você pode ter um e-mail que você precise resolver, outro que está esperando resposta de terceiros, ou até mesmo e-mails que você ainda não sabe direito como lidar. A proposta do GTD é organizar esses e-mails em outro lugar, uma vez que você os esclareça.

Esclarecer seus e-mails é como você esvazia suas caixas de entrada. A recomendação do David Allen é que você clique no e-mail mais recente da sua caixa, abra e pergunte-se: O que é isso? (Talvez você tenha que ler até e-mails maiores para saber do que se trata). Demanda ação?

Esse ponto é essencial porque, se não demanda ação, você pode deletar (se não for mais precisar dele), arquivar (se for algo que precisa ser guardado, como referência) ou incubar, se for algo que não demanda ação agora mas pode demandar no futuro.

Caso o e-mail demande ação, vale a pena se perguntar também: e qual a próxima ação aqui? Porque a próxima ação representa exatamente a próxima ação física e visível que vai mover aquela situação adiante. Vai fazê-la andar. Uma vez que você defina essa próxima ação, você tem três opções: fazer (se levar menos de dois minutos), delegar (você pode encaminhar o e-mail para a pessoa mais apropriada, com orientações para resolvê-lo) ou adiar para você fazer no momento mais apropriado. Esse e-mail pode ser alocado em uma pasta do seu e-mail chamada @ AÇÃO (apenas a título de curiosidade, os e-mails que você delegar podem ser armazenados em uma pasta chamada @ AGUARDANDO).

Dessa maneira, muito rapidamente você consegue zerar a sua caixa de entrada.

A nossa recomendação é que você processe sua caixa de entrada várias vezes por dia, nos seus intervalos entre um compromisso e outro, de preferência estando em seu computador, pois é mais fácil escrever e responder do que pelo celular. O celular, no entanto, pode ser muito útil para checagens de urgência. Quando você estiver em viagem, por exemplo, pode querer checar seus e-mails antes de entrar no avião, enquanto estiver em translado entre o aeroporto e o hotel e entre seus diversos outros compromissos profissionais. Mas essa checagem serve apenas para você verificar se não há nada urgente antes de sentar e processar seus e-mails ao computador. Não é “esclarecer” a caixa de entrada.

Uma boa dica para quando você ficar muito tempo offline (no dia da viagem em si ou ao longo de um dia fora, em compromissos como reuniões e outros) é inserir uma resposta automática, como aquela que colocamos quando saímos de férias, avisando que você está em viagem e que está com acesso restrito aos e-mails, mas responderá em breve. Caso você tenha outras pessoas na equipe que possam resolver algumas questões em sua ausência, você pode colocar o contato deles nessa resposta automática. Dessa maneira, você contém a ansiedade de quem estiver te escrevendo e esperando uma resposta muito breve, pois essa pessoa saberá que você está indisponível naquele dia.

Vale a pena aproveitar alguns momentos em suas viagens para abrir seu computador e esclarecer os e-mails adequadamente. Se você planejar chegar ao aeroporto com antecedência, esse período anterior ao vôo é excelente para processar a sua caixa. Caso o vôo seja longo e você use um programa de e-mails como o Outlook, que permite que você baixe os e-mails em sua máquina, pode respondê-los durante o vôo e, quando chegar a um local que tenha conexão, o Outlook disparará os e-mails.

Caso você se sinta à vontade, pode ser uma boa aproveitar alguns períodos enquanto você estiver no hotel para processar a sua caixa de entrada. Pela manhã, se gostar de acordar mais cedo, ou de noite, antes de encerrar oficialmente o seu expediente, podem ser bons momentos.

Uma caixa de entrada vazia não significa apenas a sensação de controle e a imensa satisfação que temos ao vê-la zerada (o que é ótimo), mas também a certeza de que nada te pegará de surpresa nem terá um gargalo em você. Você conseguiu arquivar tudo o que não demandaria ação, deletar o que fosse lixo, resolver o que levaria menos de dois minutos, delegar o que era mais apropriado outra pessoa fazer e organizar em um único lugar todos os e-mails que só você pode resolver.

Vale lembrar que essa pasta @ AÇÃO pode ser acessada todos os dias, nos intervalos entre os seus compromissos, para que você resolva aos poucos tudo o que estiver ali. Durante viagens, você pode aproveitar também os períodos de vôos ou no aeroporto para trabalhar nessa lista.

Com um pouco de organização e a construção de pequenos processos pessoais, dá para manter o e-mail sob controle mesmo quando estiver viajando a trabalho.

logoPalavraInstrutor

Foto por Anete Lūsiņa em Unsplash

Entenda como a meditação muda o cérebro

Meditar é um ato com reflexos positivos no organismo. Além de ajudar a diminuir o estresse, aumenta a consciência e estabelece o foco pleno. Isso gera transformações no cotidiano, na produtividade e até na forma de realizar tarefas. Mas, você sabe como a meditação muda o cérebro?

A prática direcionada e consistente é capaz de gerar alterações que já foram comprovadas pela ciência. Todas ajudam o sistema a trabalhar melhor, o que faz com que o organismo entre em equilíbrio em diversos aspectos.

Para descobrir como essas transformações acontecem, veja como a meditação muda o cérebro e entenda os impactos benéficos. Vamos lá?

Continue lendo “Entenda como a meditação muda o cérebro”

Pensar cansa? O que é cansaço mental?

Muitos usuários de GTD expõem em seus depoimentos que o momento de maior tensão e desgaste ocorre durante as revisões semanais. Este é um momento de pensar, escolher, decidir e também é quando nos fica transparente o volume enorme de tarefas que conseguimos reunir.

Tive um professor de cursinho (de química) que adorava dizer aos alunos: pensar não cansa. Acreditei nele até eu estar no meio da prova do vestibular para a USP e perceber que minha cabeça estava prestes a estourar. 
Exageros à parte, pensar não cansa e pode aumentar muito nossa produtividade à medida que escolhemos melhor o que ou quando fazer as coisas.
Também pode diminuir muito nosso estresse, pelo mesmo motivo.

Mas “tudo que é demais faz mal”, precisamos aprender a manter o equilíbrio. Lembre-se que “tudo é fácil quando se sabe” e precisamos treinar para ficar craques.

Continue lendo “Pensar cansa? O que é cansaço mental?”

Você consegue encontrar propósito no trabalho? Aprenda como é possível!

Por que você acorda cedo e vai para o emprego? O que o motiva na segunda-feira pela manhã? Por que você faz o que faz? Se a sua resposta inclui apenas a necessidade e as contas a pagar, falta propósito no trabalho. Afinal, para se manter motivado, é preciso ter razões fortes para seguir na carreira.

Ao encontrar esse elemento, é possível diminuir o estresse, melhorar o bem-estar e a satisfação. Não se trata de ser sempre feliz, mas, sim, de ter bons motivos para continuar. Nessa busca, a meditação mindfulness é de grande ajuda.

Na sequência, descubra como encontrar o propósito no trabalho com o auxílio da atenção plena e melhore os seus resultados.

Continue lendo “Você consegue encontrar propósito no trabalho? Aprenda como é possível!”

Mindfulness para crianças: conheça 4 práticas que ajudam os pequenos a lidarem com as emoções

A meditação traz benefícios comprovados para o corpo e a mente. Entre os diferentes tipos, o mindfulness, também conhecido como atenção plena, se volta para o controle de emoções e reações, além de pensar em uma experiência presente. Suas vantagens não se limitam ao universo adulto. Segundo Katherine Weare, professora emérita das Universidades de Exeter e Southampton, os exercícios de mindfulness para crianças também beneficiam os pequenos.

A atenção plena ajuda as crianças a exercitarem a empatia, a calma e o controle das emoções. Além disso, favorece o autoconhecimento e desenvolvimento emocional em vários aspectos.

Para começar a colocar tudo isso em prática, veja 4 exercícios de mindfulness para crianças, extraídos da revista on-line Mindful, e aprenda a executá-los.

Continue lendo “Mindfulness para crianças: conheça 4 práticas que ajudam os pequenos a lidarem com as emoções”

Entrevista com David Allen – parte 7: David esclarecendo os papéis com o GTD

Entrevista com David Allen – parte 7: Esclarecendo os papéis

Em pouco mais de 2 minutos, David Allen encerra a apresentação de seu espaço de trabalho, sua organização e rotina mostrando o processamento da caixa de entrada de papéis. Esclarecido, organizado, feito! Isso é tudo.

Continue lendo “Entrevista com David Allen – parte 7: David esclarecendo os papéis com o GTD”

Entenda como a técnica mindfulness ajuda a reduzir o estresse no trabalho.

Dentro de um escritório onde a rotina é agitada, as conversas são altas e o estresse está sempre rondando o cotidiano, é importante desenvolver estratégias, como utilizar o mindfulness no trabalho, para que isso não prejudique a qualidade de vida dos funcionários e a produtividade.

Mesmo que possa parecer muito diferente da meditação tradicional, a postura da mindfulness ou atenção plena traz benefícios muito parecidos com o daquela prática.

Em termos simples, a atenção plena pode ser traduzida como o hábito de fazer uma coisa de cada vez, com atenção ao seu estado emocional.

Neste artigo, você vai entender como a técnica pode diminuir o estresse no ambiente de trabalho e descobrir como contratar empresas que fazem treinamentos sobre o tema!

Continue lendo “Entenda como a técnica mindfulness ajuda a reduzir o estresse no trabalho.”